terça-feira, setembro 6

Talvez Um Dia

Olá Sociedade

  
Escrever resenhas de livros da Colleen Hoover talvez seja a tarefa mais difícil que eu já assumi como blogueira. Os livros dela são incrivelmente verdadeiros,  como a nossa colunista Aryane destacou para mim uma vez, todos os personagens da Colleen deveriam existir, a gente devia ter o direito de esbarrar com eles por aí e trocar uma idéia sobre a vida. Hoje, nós trocariamos uma idéia com a Sydney, o Ridge e a Maggie. As três pessoas mais incríveis que eu conheci no meu ano e se você não quer saber anda da história, pare por aqui, não tem spoiler, mas, tem o óbvio, então, se você não quiser saber do que o livro trata leia-o primeiro e depois volte  ♥
Ano: 2016 - Páginas: 368 - Autor: Collen Hoover Editora: Galera Record Skoob

- Sydney mora com a melhor amiga em um apartamento que contra a vontade dos pais,  aluga para morar perto da faculdade. Cursa música e tem um namorado lindo.
- Ridge mora na frente do apartamento de Sydney, conforme o tempo passava ele a observava - e a todo o movimento no apartamento dela - e tentava compor suas músicas calado em sua varanda, já que o bloqueio criativo o perseguia há meses.
- Maggie é  a namorada de Ridge, linda,  maravilhosa,  com uma aparência viva.  Aquele tipo de namoro para a vida toda sabe? Seis anos até então.
O destino desses três se cruza quando Ridge percebe que enquanto ele toca suas músicas Sydney as canta,  mas,  às músicas estão lá para que ele componha as letras,  elas ainda não existem, o que quer dizer que Sidney está compondo letras para as suas músicas e diante do bloqueio criativo que enfrenta, ele entra em contato com Sidney e pede permissão para que a sua banda toque aquelas músicas.

 Depois de duas semanas de uma "amizade musical por WhatsApp" Ridge decide presentear Sydney com a seguinte notícia: "Seu namorado e sua melhor amiga transam quando você não está olhando".  Digo presentear porque ele diz isso a Sidney no dia do aniversário dela.
E aí,  toda a história se desenvolve. Sem ter para onde ir, Sidney decide que vai "vender suas musicas"  por abrigo no apartamento que Ridge divide com alguns amigos e a atração entre eles é  perceptível desde o primeiro encontro dos dois. Sidney chega destruída e não querendo saber de amor e Ridge está muito bem obrigado com Maggie,  o amor de sua vida toda. Mas,  Sidney balança o coração de Ridge como ele nunca imaginou ser possível. Sidney sabe o que está acontecendo entre eles,  mas,  não quer se tornar aquilo que sua ex-melhor amiga foi para ela,  uma traidora e tudo piora quando conhece Maggie, a empatia surge de ambas as partes.
É nesse contexto louco que acompanhamos Ridge percebendo o amor,  as formas do amor,  o porque de amar. É  nesse contexto que analisamos o coração divido de Ridge, o amor que ele sentiu por Maggie desde antes deles se envolverem e o amor que estava crescendo furiosamente dentro dele por Sidney.

Como em todo bom New adult o final é  previsível e a gente espera por ele. A gente torce por Ridge e Sidney sem nem lembrar da existência de Maggie,  mesmo que Ridge fale do seu amor por ela a cada oportunidade. Por mais que ele é Sidney lutem contra o sentimento, fica claro que não existe motivo para isso quando eles estão juntos.
Não,  esse não é um livro sobre traição, - ainda que aconteça um beijo nesse aspecto - esse é  um livro sobre amizade,  amor,  sinceridade,  verdades,  mudanças e principalmente como o passado pode nos afetar. O que eu aprendi com esse livro é o que eu apreendi desse livro foi muito maior que qualquer triângulo amoroso da mocinha dividida entra o certo é o que errado, eu aprendi que nem sempre existe um errado, as vezes é  só o coração que muda de direção, ou não.
Muitas pessoas questionaram a veracidade dos motivos do término de Ridge e Maggie,  muitas pessoas disseram que foi uma saída escapista da autora,  eu não acho. Eu vivi um romance exatamente igual ao deles e chega uma hora que simplesmente não existem motivos para continuar porque o amor,  nem deveria ser amor para início de conversa. Vi pessoas chamando o Ridge de tudo o que é nome por ele ter dado um beijo na Sidney enquanto ainda namorava,  engraçado,  não vi ninguém julgando a Bella quando ela beijou o Jacob ou a Lara Jean quando ela se manteve flertando com John Ambrose...  Achei bem vitimista cair em cima do Ridge só porque era o homem da relação o divido dessa vez. 


O que eu mais amei sobre esse livro,  é  que os anseios, limitações e traumas do casal protagonista, não estão nos ombros da mulher dessa vez é sim do homem,  e não pelo fato de que mulheres precisam de girl Power, mas, pelo fato de que não conseguimos ver isso nos livros porque aparentemente,  homens são perfeitos e lutam contra tudo para ficar com a mulher que amam. Foi lindo ver a Sidney amando Ridge "apesar de tudo" ou "por causa de tudo"  certamente ela não o amaria se ele fosse o cara perfeitinho e foi muito,  mas,  muito lindo ver Ridge amando a Sidney apenas por amar e passando por cima de tudo o que apontavam nele para ficar com ela.
Bom,  eu não tenho estrelas suficientes para esse livro hahahaha.

25 comentários:

  1. Tenho sérios problemas com triângulos, então mesmo sabendo tudo que estava por trás do relacionamento do Ridge com a Maggie fiquei um pouco incomodada. Essa coisa do beijo me irritou sim, porque puxa, a menina tinha acabado de ser traída e não queria se prestar a esse papel. Acabei gostando muito do livro, apesar dos pesares.

    ResponderExcluir
  2. Esse é o tipo de livro que combina comigo e eu não sei se o leria justamente por isso. Quando digo combina é pq já passei por situação semelhantes (trair e ser traída, amar e ser amada), então acho que acabaria me identificando com uma ou outra personagem e justamente por isso tenho receio de ler. Louca, né? Sei lá, vai que eu me jogo dia desses na leitura... rs

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Esse livro é maravilhoso né? E você tem toda razão, escrever uma resenha de algum livro da DIVA Hoover é realmente quase impossível... É bem complicado, pois os livros dela são muito intensos e mexe com os leitores de uma maneira inexplicável.
    Mas você soube fazer uma resenha maravilhosa, Adorei também as limitações e várias outras coisas destacadas no livro. E nem vou dizer o quanto Ridge é um amor.

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito. Realmente é incrível como se torna difícil falar sobre os livros da autora, pelo menos nao sem falar demais. Também já li esse livro e me identifiquei bastante com suas impressões. Todos os personagens são ótimos!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu tenho muita curiosidade em ler outra coisa dessa escritora, a experiência cque eu tive com o livro dela foi muito boa. Confesso que não tenho vontade em ler essa obra, mas vejo que ela diverge muita as opiniões pois vejo o pessoas que odiaram e outras que amaram de mais,assim como você. Adorei ler as suas opiniões sobre a obra até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Este é o meu livro favorito da Colleen e olha que eu adoro todos os que já pude ler. A peculiaridade do Ridge me conquistou e a forma como o romance se concluiu, achei muito romântico.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Não sabia o enredo do livro, apesar de ouvir falar muito dele e sinceramente não gostei, esse cara não ama ninguém parece, ama o momento, a oportunidade ... Sei lá não me convenceu! Sua resenha está bem carregada de emoção e coisas verdadeiras, mas esse livro não é pra mim, beijão!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Tay

    Eu sou apaixonada pela Colleen e realmente sei que é difícil resenhar os livros dela.
    Ainda não li Talvez Um Dia, mas eu sei que vou amar, apesar de não curtir muito esse lance de triângulo. A Colleen sempre arraso e eu confio no taco dela.

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Olá Tay,
    Sou apaixonada por esse livro. Ele é um dos meus favoritos da vida. Fiquei MUITO feliz por ler sua resenha.
    Também achei muito legal o trauma não ser exclusivo da mocinha, sabe? Também gostei da forma como a obra foi construída, mas, diferente de você, não consegui esquecer da Maggie e foi impossível não torcer para que tudo desse certo para ela.
    Amei sua resenha, você lacrou, como sempre.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  11. Romances não são o meu forte definitivamente. A única coisa que achei interessante nesse foi o fato de você dizer que o homem aqui não é perfeito. Eu decididamente odeio quando leio um livro e o autor (a) eudeusa o homem. Caraca, todo são lindos, ricos e perfeitos. E as mulheres são sempre meio desastradas.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  12. Eu tô louca pra ler algum livro da autora, pois todos falam tão bem, e todo mundo tem falado desse, então acho que vou conhecer a escrita da autora pela história de Sydney, o Ridge e a Maggie!
    Não tinha lido em nenhuma resenha sobre esse tal motivo do término que muita gente não gostou (já fiquei curiosa pra saber como vai ser!), mas bom saber que, pra você que passou por algo parecida, foi bem real!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  13. Oie Tayana, tudo bom? Já faz bastante tempo que li esse livro, mas lembro que amei demais, e a história ainda está fresca na minha mente. Quero muito reler, quando tiver um tempinho. Colleen é simplesmente maravilhosa! Escrita super envolvente e sempre aborda assuntos interessantes e tabus. Adoro as obras dela. Gostei da resenha! :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Flor
    Adorei suas impressões e o que você extraiu da leitura.
    Esse livro está em minha lista de desejados há um tempo, mas como estou com várias leituras acumuladas, deixei para depois. Mas ao ler sua resenha deu uma vontade enorme de priorizar!
    São temas delicados, mas Hoover é rainha em desenvolvê-los.
    Ótima resenha.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  15. Oi, Tayana.Tudo bem?
    Na primeira parte do seu texto até cogitei não continuar a resenha, pois estava convencido de que iria gostar do livro. Mas, como não tinha spoilers, fiquei curioso e fui confirmar as minhas percepções sobre ele. Bem, foi uma decisão acertada, pois se tivesse deixado para ler o livro de cara, me decepcionaria muito. Primeiro, por que não gosto do gênero e, segundo, porque achei muito clichê. Achei interessante o seu pouco de vista com relação à traição do protagonista. Eu possivelmente julgaria ele também, como julgaria Bella e Lara, lógico se tivesse lido, pois acho muita mancada essa de traição (vejo o beijo com uma traição). Parto do princípio que traição nenhuma é bem vista. Bem, lendo a trama vi que ficaria bem entediado com a história, mas creio que deve agradar muito as pessoas que gostam do gênero. Gostei bastante da resenha. Até mais.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Enfim um livro em que o homem que tem que resolver todo o futuro do casal, pois como você falou quase 100% dos livros a mulher é que leva tudo nos ombros. Amo os livros de Collen e realmente é incrivelmente dificil resenhas eles, sonho em? Esbarrar com eles por ai.

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu acompanho desde o lançamento desse livro e ainda não tive a oportunidade de ler, acredita? Fico morrendo de vontade principalmente por ter todo esse contexto da música envolvendo o casal e o fato de que nesse triângulo amoroso não podemos odiar uma das partes. Mal posso esperar para fazer a leitura.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Nunca li nada da Colleen e gostei de saber que ela, ao menos nesse livro, traz conflitos que geralmente são colocados nos ombros das mulheres nos personagens masculinos, fazendo com que ele seja a parte que fica em dúvida sobre com quem ficar. Isso pra mim é quase inédito e por si só já me faz querer dar uma chance ao livro que parece proporcionar uma ótima leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oie,
    Os livros da Collen são maravilhosos. Talvez um dia não fica para trás, apesar de que Um caso perdido é perfeito, e os conflitos intrigantes. Gosto da forma como ela consegue amadurecer as personagens principais, e não deixa de lado os secundários. Só isso já me faz querer essa leitura.

    ResponderExcluir
  21. Olá!

    Graças a Deus eu tive o prazer de ler esse livro nos últimos meses e, MEU DEUS!, amei cada minuto da leitura. Amei o Ridge e amei a Sid e tudo que os envolveu nessas páginas. Isso sem contar as músicas maravilhosas que dão um charme todo especial à trama. O livro é lindo, o final é lindo. Com certeza a CoHo foi muito feliz ao escrever esse livro. Ah, Ridge! <3
    Amei a resenha!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  22. Meu Deus do céu, que livro mais conflituoso! Isso daria muito um daqueles filmes drama-românticos de sucesso. É só alguém adaptar..hehe
    Você é uma das poucas resenhistas que eu vejo se envolvendo e se posicionando mesmo na resenha. A maioria dá adjetivos gerais demais e com pouca subjetividade. Se pretendemos ser formadores de opinião, temos que nos posicionar de vez em quando. Muito legal.

    Grande abraço.

    Leonardo Lagassi,
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  23. Oie
    Tudo bem?
    Então se eu fosse listar aqui os motivos por eu ter amado esse livro eu ficaria aqui até amanhã eu concordo com você em muitos pontos mais ainda assim eu me senti um pouco incomodada fazendo a leitura mesmo sem a "traição" em si eu não conseguia aceitar o casal terminei de ler com a sensação de que faltava algo, queria saber como a Maggie ficou depois disso tudo. Mais enfim a Colleen sem pre se dá bem é uma autora magnifica e este livro é mais um nos muitos que eu amo dela.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem?

    Não costumo ler muito Colleen Hoover mas sempre ouço comentários incríveis sobre!

    Não conhecia este livro e pela sua resenha, não sei se me agradaria muito,apesar das suas impressões sobre a obra terem ficado incríveis!

    Vou anotar sua dica! Quem sabe um dia dou uma chance à "Talvez um dia" (:


    ResponderExcluir
  25. Oie!!!
    Tenho uma amiga que amou essa estória e para ela este é o melhor que leu da autora!
    Por sua resenha posso perceber a carga dramática por trás deste YA e também concordo que ficamos divididos entre o certo e o errado com o romance destes dois.
    Gostei muito dos pontos levantados em sua resenha e principalmente de saber que o mocinho é imperfeito e que ama a mocinha pelo que ela é!
    Bjinhos ;)
    Elaine M. Escovedo
    Caminhando Entre Livros
    Http://www.caminhandoentrelivros.com.br

    ResponderExcluir